quinta-feira, 10 de dezembro de 2009

Marcada

Estava lendo o livro "Marcada", e de certa forma até me identifiquei com a personagem principal Zoey.

"À primeira vista meu “padrastotário”, John Heffer, parece um cara legal, até mesmo normal. (Sim, o sobrenome dele é esse mesmo: Heffer: mulher gorda). Quando ele e minha mãe começaram a sair juntos eu cheguei a ouvir por acaso algumas amigas de minha mãe chamá-lo de “lindo” e “charmoso”. No começo. Claro eu agora minha mãe tem outro grupo de amigas; aquelas que o senhor “lindo e charmoso” considera adequadas para minha mãe do que as amigas divertidas e solteiras com as quais ela costumava sair.

Eu nunca gostei dele. Mesmo. Não estou dizendo isso só porque não o suporto agora. Desde o primeiro dia em que o vi, só enxergo uma coisa: um fingidor. Ele finge que é um cara legal. Ele finde que é bom marido. Ele até finde que é um bom pai."

Os riscos são meus, acho que não parecia tanto :)

Um comentário:

  1. TENSO!

    mas pelo que tu me conta sempre, e comparando com o livro, acho que tem a ver..
    não posso dizer o mesmo do meu padrasto..ele é legal (de verdade) as vezes..mas SÓ AS VEZES.
    AHSUIAHSUIAHSUIAHISUHAIUSHAUISHAUISHUAIH

    tem vezes que eu tenho vontade assim, de socar ele! >.<!

    ResponderExcluir