sábado, 19 de dezembro de 2009

Criatividade a Serviço do Bem (4)

 

SAFE é uma instituição de proteção aos animais que faz várias campanhas para expor e questionar a utilização desnecessária deles em experimentos e explorações comerciais. O anúncio acima tem como alvo o uso dos bichos como cachecóis, botas e outros produtos de couro e assim por diante.


"Use a eletricidade com sabedoria". Esse anúncio é da companhia de energia Eskom, 
da África do Sul.

quinta-feira, 10 de dezembro de 2009

Marcada

Estava lendo o livro "Marcada", e de certa forma até me identifiquei com a personagem principal Zoey.

"À primeira vista meu “padrastotário”, John Heffer, parece um cara legal, até mesmo normal. (Sim, o sobrenome dele é esse mesmo: Heffer: mulher gorda). Quando ele e minha mãe começaram a sair juntos eu cheguei a ouvir por acaso algumas amigas de minha mãe chamá-lo de “lindo” e “charmoso”. No começo. Claro eu agora minha mãe tem outro grupo de amigas; aquelas que o senhor “lindo e charmoso” considera adequadas para minha mãe do que as amigas divertidas e solteiras com as quais ela costumava sair.

Eu nunca gostei dele. Mesmo. Não estou dizendo isso só porque não o suporto agora. Desde o primeiro dia em que o vi, só enxergo uma coisa: um fingidor. Ele finge que é um cara legal. Ele finde que é bom marido. Ele até finde que é um bom pai."

Os riscos são meus, acho que não parecia tanto :)

sexta-feira, 20 de novembro de 2009

Criatividade a Serviço do Bem (3)

 

Essa campanha traz um slogan que gerou muita controvérsia: "O tsunami matou cem vezes mais que o 11 de Setembro. O planeta é brutalmente poderoso. Respeito-o. Preserve-o". O anúncio foi feito pela DDB Brasil e atribuído ao WWF, que negou qualquer tipo de participação na campanha, chamando-a de "ofensiva e de mau gosto".


 
A mensagem desse anúncio diz: "Você não pode ser lento em uma emergência. Aja agora pelo planeta".

 

Diesel, a fabricante italiana de roupas, colocou, no fim de janeiro, propagandas em jornais, revistas e outdoors que traziam modelos posando com roupas da marca em um mundo afetado pelo aquecimento global. Nas fotos acima, você vê o Cristo Redentor coberto de água até os pés e Nova York praticamente submersa.

terça-feira, 17 de novembro de 2009

Criatividade a Serviço do Bem (2)

 

Veja quanto monóxido de carbono você deixará de emitir se não dirigir por um dia". Essa é a mensagem que aparece na gigantesca nuvem preta presa ao cano de escape de um carro depois de passar o dia sendo inflada pela fumaça expelida pelo automóvel.

 

Nesse anúncio, as árvores foram posicionadas para parecer pulmões. A área desmatada é um alerta, e a frase no canto diz: "Antes que seja tarde demais".

domingo, 15 de novembro de 2009

Criatividade a Seviço do Bem

anunciomeioambiente1

Essa campanha foi feita para a World Wildlife Fund. À medida que o papel acaba, o verde da América do Sul também vai embora, simbolizando o impacto ambiental que o uso de simples toalhas de papel é capaz de provocar, além de alertar para outros desperdícios que podem levar às mesmas consequências.

anunciomeioambiente2

Esse anúncio utiliza o movimento da sombra no cartaz para demonstrar como o aquecimento global levará ao aumento do nível dos oceanos.

anunciomeioambiente3

A Prolam Y&R, de Santiago, criou um enorme outdoor mostrando refugiados fugindo de uma enchente na Ásia, com dúzias de ar condicionados sobre a superfície do cartaz, que diz a seguinte frase: "O ar que esfria sua casa aquece o mundo".

O Greenpeace utilizou a canção You Are My Sunshine, de Charles Mitchell e Jimmy Davis, para fazer esse divertido comercial, que diz algo como: "Até que a luz saia da sua bunda, use lâmpadas fluorescentes".

quinta-feira, 15 de outubro de 2009

Da Timidez

"[...] Todo mundo é tímido, os que parecem mais tímidos são apenas os mais salientes. Defendendo a tese de que ninguém é mais tímido do que o extrovertido. O extrovertido faz questão de chamar atenção para sua extroversão, assim ninguém descobre sua timidez. Já no notoriamente tímido a timidez que usa para disfarçar sua extroversão tem o tamanho de um carro alegórico.[...]"

(Luis Fernando Veríssimo - Comédias para se Ler na Escola: Da Timidez)

sexta-feira, 2 de outubro de 2009

Eu to dentro...

Ontem foi dada a largada de mais uma Oktoberfest. São 18 dias de folia, que contam com 38 atrações nacionais e internacionais.

Apesar das chuvas dos últimos tempos e do susto do início da semana, as expectativas de público são altas.

Esse ano eu disse que não iria muitos dias, pois estava enjoada já, mas fui ontem e já programei de ir hoje e amanhã. Acho que a música "Tendo festa na segunda eu vou. Terça, quarta, quinta, tendo festa eu vou. Fim de semana tendo festa, eu também vou. Eu to dentro, tendo festa eu vou." me anima, haha.

(Vou voltar para aula de rádio aqui)

quarta-feira, 16 de setembro de 2009

Julgar

Quantas vezes você julgou alguém? Quantas vezes mais, sem conhecer? Tenho quase certeza, como já deixou de conversar com alguém por causa disso. Já teve a oportunidade de conhecer para mudar de opinião?


Confesso que muitas vezes julguei pessoas, que depois de conhecê-las mudei de idéia. Assim como em alguns casos, pude ver que estava certa, mas também, deixei de conhecer outras.


Hoje não julgo mais (pelo menos não alguém que eu possa conhecer). Pelo simples fato de já ter me enganado. A pessoa até pode ser o que eu pensei de início, mas ao mesmo tempo, podemos descobrir que ela tem várias qualidades. Porque afinal , quando julgamos as pessoas normalmente é falando mal, vendo primeiro os defeitos, falhas e deslizes...


Nos últimos tempos, consegui enxergar pessoas muito legais em cima do meu julgamento. Como diz uma comunidade no orkut: chamar alguém de feio, não te deixa mais bonito; ficar sem comer não te deixa um palito; excluir uma pessoa não te torna mais popular; não são as marcas que vão te rotular; xingar alguém de gordo não te emagrece; dizer que uma pessoa é triste não traz felicidade; falar que alguém é fraco não te fortalece; dizer que uma pessoa é metida não te traz a humildade; falar que alguém é insignificante não te engrandece; dizer que uma pessoa é falsa não te leva à verdade; dinheiro não compra felicidade; conhecer muita gente não é o mesmo que ter amigos; ser famoso é diferente de ser querido; sexy não é o mesmo que vulgar; atração é diferente de amar."


Estou feliz por isso, e acho que amadureci em um ponto.

sábado, 5 de setembro de 2009

Jovens de Valor

A vida não sabe esperar

O tempo passa sem ninguém perceber

Por isso é preciso aproveitar

Para mais tarde não se arrepender

A juventude nos transforma em reis

Nosso castelo é feito de aventura

E nosso trono são nossas próprias leis

Os homens fabricam bombas nucleares

E os jovens cultivam amor

Os homens, contudo são considerados normais

E aos jovens não dão igual valor

A vida nos dá a oportunidade

De mostrar nossa competência

Temos a capacidade de fazer justiça sem violência

Somos uma LEGIÃO

Somos os TITÃS

Vestimos ULTRAJE A RIGOR

E da vida somos FÃS

Nossas palavras formam uma poesia

Tão bela quanto a vontade de viver

Queremos dizer que nenhum sonho é fantasia

Pois para conseguir, basta querer

Não podemos explicar o que sentimos

E nenhum poeta pode descrever

Para nós, o importante é lutar.

Pois a vida também nos ensinou a perder

Vivemos o presente

Porque o passado já era

E deste segundo pra frente

O futuro nos espera

E para terminar

Não posso deixar de dizer

Quem sabe faz a hora

E não espera acontecer.

(Cheila Reis Santana)

sábado, 29 de agosto de 2009

Moda

MODA, MODA, MODA.


Parece que essa palavra pulsa na cabeça e na vida de algumas pessoas. Não digo no estilo de roupa, mas sim nas músicas “do memento”, no que as pessoas estão curtindo naquele mês/ano, no que todos estão fazendo – inclui fumar naguilé e cigarro nas baladas. Isso me irrita de uma tal maneira, que já não sei mais se eu que sigo apenas os meus gostos e não estou nem aí para o que os outros pensam, ou se as pessoas (pelo menos do meu convívio) estão mais “influenciáveis” ou na MODA.


Só que eles não sabem que a moda mais desafiadora é a que não passa. #prontofalei

sexta-feira, 21 de agosto de 2009

Gripe Suína (2)

A moça que eu citei no outro post da Gripe Suína, na qual eu disse que havia falecido por causa da doença, foi diagnosticado. Ela NÃO morreu de Gripe A. Não vou afirmar com certeza que ela não tinha o vírus, mas ela morreu com meningite. (Dito pelo pai dela)

Eu disse que ela não me convencia. Agora, menos!

sábado, 8 de agosto de 2009

Gripe Suína

Já não sei mais o que pensar sobre essa Gripe Suína. Afinal, será que ela é tão perigosa quanto à mídia está falando? Ou será que realmente só as pessoas que já sofrem de alguma doença e fumam podem contrair o vírus?


A mulher que morreu ontem foi minha vizinha há um tempo, não sei dizer como se encontrava a saúde dela, mas foi um choque bem grande saber que uma pessoa razoavelmente próxima faleceu, sendo que não havia tantos casos confirmados por aqui.


Pelo que fiquei sabendo, quando a pessoa contrai o vírus H1N1 o tal do Tamiflu tem um efeito eficaz apenas se tomado até o terceiro dia e os exames que comprovam se você está com Gripe Suína ou não, saem em sete. Ou seja, até descobrirem se você realmente está contaminado, esta em coma induzido praticamente.


Sem contar que duas pessoas (que eu fiquei sabendo) faleceram por erro médico. Sim pra mim foi erro médico! Pois eles procuraram uma unidade de saúde e foram mandados para casa, tratados como se tivesse uma simples gripe. Então como podemos confiar?


Eu mesma fui ao Hospital Santa Isabel no dia 27 de julho, pois estava com dor de garganta, tosse e febre de 39ºC. Fiquei mais de 15 minutos e não tinha NINGUÉM para atender no pronto socorro. Sai de lá e fui para o Hospital Santa Catarina. E lá quando minha mãe disse que eu estava com febre e dor de garganta, fui atendida antes das pessoas que estavam lá, que chegava perto de umas vinte.


Agora estão pensando em parar a cidade como fizeram no México. Mas como que vão fazer todo mundo ficar em casa? Sem contar que ir para escolas acho que é o de menos, já que continuam lotando casas noturnas, festas fechadas, supermercados, e fechando as janelas dos ônibus.


Essa Gripe Suína, H1N1 ou Gripe A, está virando o mundo de cabeça pra baixo. Mas ela ainda não me convence!

quarta-feira, 29 de julho de 2009

Dias sim, dias não

Sempre fui de aguentar a barra sozinha, até a hora que tudo realmente transborda ou sufoca de vez.

Segurar às pontas, as mágoas, as preocupações... Pra quê? Agora me pergunto. Por que faço tudo isso sozinha se tanta gente me tem como “psicóloga”. Talvez para demonstrar força e ainda conseguir fazer isso com otimismo, tudo certinho e sem deixar a peteca cair.

OTIMISMO, como diria a Tai “Tenho uma arma que se chama pessimismo e um escudo que se chama otimismo. Confesso, tenho andado armada, e sem proteção nenhuma.”. Mas às vezes até me esqueço dessa palavra, quando tudo resolve cair, e claro, ao mesmo tempo!

Ao longo da vida temos nossos familiares, fazemos amigos, namorados (a), tudo isso para ter um ponto de apoio, uma força a mais pra dizer “você não esta sozinha (o)”. Pois é, eu sei disso, mas por que às vezes me vejo no meio da multidão completamente só?

Misturei vários pensamentos e não da pra entender nada. Mas escrevi de madrugada e minha cabeça consegue estar em um estado pior.

quarta-feira, 22 de julho de 2009

A Insustentável Leveza do Ser

Lá vou eu falar de livro novamente. Mas sempre que chove lembro-me de um trecho de um livro que li há uns dois anos. Porque o livro além de ser fascinante, foi escrito em 1984 e não se percebe muita diferença com os dias de hoje.


"As pessoas se apressavam, levantando sobre a cabeça o guarda-chuva aberto; de repente formava-se um tumulto na calsada. Os homens eram amáveis, e passando perto de Tereza, levantavam o guarda-chuva mais alto para abrir-lhe espaço, mas as mulheres não se afastavam um milímetro. Olhavam em frente, com o rosto duro, cada uma esperando que a a outra se confessasse fraca e capitulasse. O encontro dos guarda-chuvas era uma prova de força. No começo, Tereza se afastava, mas quando compreendeu que sua cortesia jamais era retribuída, seguiu em exemplo as outras, passando a empurrar com mais força o guarda-chuva. Por muitas vezes seu guarda-chuva esbarrou violentamente no da frente, mas nunca se ouvia um pedido de desculpa. Em geral ninguém abria a boca; duas ou três vezes, porém, ouviu: "Puta!" ou "Merda!"." (A Insustentável Leveza do Ser - Milan Kundera)

sábado, 11 de julho de 2009

Ele disse tudo depois da morte de Michael Jasckson e outros astros da música.

quarta-feira, 8 de julho de 2009

Vai longe...

Cada vez fico mais indignada com a falta de vontade que Blumenau tem de investir em cultura. Enquanto o Festival Internacional de Teatro Universitário de Blumenau está quase desaparecendo porque “falta dinheiro,  falta apoio da Universidade Regional de Blumenau (FURB), da Prefeitura Municipal de Blumenau e do Teatro Carlos Gomes.”. Já que o Professor Eduardo Deschamps, declarou em 2007, que a FURB não poderia arcar com as despesas do Festival. E ainda diz que “falta demanda”, sendo que, há vinte e um anos o festival integra cerca de 20.000 pessoas a cada edição. Ainda tenho a grande decepção de ver um pôster no ônibus dizendo “Vila Germânica promove TORNEIO DE CANASTRA na Cidade de Blumenau”.


Vontade de explodir  tudo!

domingo, 28 de junho de 2009

Certa vez alguém me disse...

Certa vez alguém me disse:
De fato gostei do que vi. Vi uma garota independente, decidida mais que no fundo no fundo se sente sozinha. E ao mesmo tempo que é forte, é tão frágil quanto um cristal!

Disse uma vez Platão “Dê-me um ponto de apoio e eu moverei o mundo”.

Ao mesmo tempo em que você é simples (a simplicidade te trás prazer, seja uma carta um mensagem, uma flor). Você é completamente imprevisível, tal qual um entardecer no alvorecer de uma tempestade. Imprevisível, intensa, perigosa e ao mesmo tempo extremamente sedutora!
Você é tão diferente (entenda diferente como elogio). Sua paixão pela foto, seu jeito, a forma com que você enxerga as coisas! Você com certeza é muito, muito, muito mais do que os olhos podem ver!

Você é muito, muito, muito diferente!

Você parece ser super calculista. O tipo de pessoa q pensa umas 10 vezes antes de agir, mais ainda assim, raramente chuta o balde.

Eu concordo não sei se concordo totalmente com isso, mas bastaram cinco minutos para essa pessoa descobrir isso. Cada um tem seu ponto de vista.

-->

sábado, 20 de junho de 2009

A Saudade Dói


“Para estar junto não é preciso estar perto, e sim do lado de dentro.” (Leonardo da Vinci)

Talvez tenhamos sido vítimas das circunstâncias de nascermos longe umas das outras. Quem sabe fosse só para podermos repetir muitas vezes que “a saudade dói” antes de nos vermos. Pois a cada dia fica mais complicado, mais difícil, mais distante.

Mas mesmo que essa saudade sufoque, todos os momentos que passamos juntas amenizam essa dor, pois sabemos que dor nenhuma supera tudo que vivemos e conquistamos juntas. A cada sorriso, cada atrapalhada, cada problema, cada festa... Que se repita e fique cada vez mais perto!

Eu amo vocês!

“Todo mundo é capaz de dominar uma dor, exceto quem a sente.” (William Shakespeare)

segunda-feira, 15 de junho de 2009

Tempo que Dura e Tempo que Passa


-->
No começo do semestre meu professor de Sociologia Geral e da Comunicação falou sobre “O tempo que dura e o tempo que passa”. Assunto que me deixou interessada e pensando.
O tempo que dura, é aquele tempo que não passa, de quando você não tem o que fazer e os minutos parecem horas. Já o tempo que passa, é quando fazemos coisas ditas legais. Como ter uma conversa interessante com alguém que você gosta, quando você viaja e enfim, quando está ocupado pode-se dizer.
A introdução foi pra chegar ao ponto. Vejo que cada vez mais as pessoas querem se ocupar com o “tempo que passa”. Cada vez mais querem que o tempo passe voando. Eu só me pergunto pra quê? Talvez seja para envelhecer e morrer mais rápido – não que seja preciso ser velho para morrer. Ainda assim não entendo essa fascinação com os minutos que voam.
Os jovens de hoje tem tudo (não que eu tenha nascido muito antes) para ocupar o tempo, para se divertir e querer fazer o tempo deles durarem o máximo possível.
Querem acabar o ensino fundamental para dizer “estou no ensino médio”, para quando chegar lá fazer a mesma coisa apenas para dizer “estou na faculdade” e assim por diante. E quando vão ver, tudo passou – mais rápido que o imaginado – e nada foi aproveitado.
Juro que queria entender esse pensamento. Cada vez mais eu queria dizer “um dia com mais de 30 horas seria legal, já que perdemos muito tempo dormindo”. Afinal já deixei de dormir em várias viagens, ficando exausta. Virando praticamente 15 dias para aproveitar. Mas vai entender porque poucas pessoas gostam do “tempo de dura”. Eu gosto!

domingo, 14 de junho de 2009

Alma gêmea

Há quem diga que amores perfeitos e almas gêmeas não existem.



Depois de 10 anos de casados, vivendo e trabalhando juntos, meus tios conseguem fazer crescer cada vez mais o amor, a amizade, o companheirismo e a cumplicidade. Para mim, o melhor exemplo de que alma gêmea existe sim!
Eu não conseguiria pensar em forma melhor de homenagear alguém como os dois se homenagearam e conseguindo manter segredo um do outro.
Nunca chorei em casamentos, bodas e afins. Mas hoje? Sim!

Quem sabe eu fico aqui sonhando com um príncipe... hahahaha!

segunda-feira, 8 de junho de 2009

Pra que hora?


--> -->
Cada vez mais fico indignada de ter que marcar hora em médico. A única vez que fui atendida na hora foi quando EU me atrasei 5 minutos, e a recepcionista ainda me disse “Nossa! Achei que você tinha esquecido. Ia te ligar agora mesmo.”. Ah! Eu mereço?
Hoje fui ao médico, marcado para as 16h20min, cheguei quase que pontualmente às 16h16min. Só o tempo que a recepcionista levou para fazer o papel na qual eu tinha que assinar, levou pouco mais de 15 min. Eu impaciente do jeito que sou, fiquei fazendo piada com a minha mãe do tipo, “eles não sabem que eu tenho problemas psicológicos? Posso surtar a qualquer momento se eu me irritar mais.”. Uma forma de distração para eu realmente não falar nenhuma besteira para eles.
Depois de meia hora até minha mãe entrou na brincadeira, dizendo “se eu fosse tu, quebrava tudo aqui e mostrava quem manda pra eles”, “acho que teremos uma consulta de graça da próxima vez”.
A minha revolta maior veio depois. Fomos atendidas 3min antes de completar exata UMA hora, pra quê? Pra ficar 23min dentro do consultório. Esses 23min se resumem em três consultas, pois eu, minha irmã e minha mãe fomos fazer o exame.
E agora me responde, pra que marcar hora?